Workshop SPECTRUM e ARTIS Being Digital

No seguimento do trabalho que tem vindo a ser desenvolvido no SPECTRUM PT estamos a preparar um conjunto de workshops e apresentações da norma SPECTRUM, em parceria com um conjunto de instituições, para faciliar a divulgação e utilização da norma no contexto português e brasileiro. Esta semana, através da Juliana Monteiro, tivemos um desses workshop no Rio de Janeiro no congresso HDRio2018, organizado pela Fundação Getúlio Vargas e, no próximo dia 14 de Maio, eu estarei em Lisboa com os colegas do ARTIS Being Digital para realizar um workshop sobre implementação do SPECTRUM onde utilizarei também o fruto do trabalho do GT-SIM, os Guias Técnicos do SPECTRUM.

Este conjunto de workshops, que iremos levar também a Coimbra e ao Porto com toda a certeza, pretende divulgar a norma SPECTRUM para a gestão de colecções, mas também o trabalho importante realizado no âmbito do GT-SIM da tradução e adaptação dos SPECTRUM Advices, Guias Técnicos para nós, que pretendem ser uma fonte de auxílio para a compreensão da norma e uma ajuda para a sua implementação nos sistemas de documentação e gestão de colecções dos museus em Portugal e Brasil (e esperamos que no futuro para outros países lusófonos).

O workshop é dividido em duas partes, uma mais teórica, sobre a história da norma e do seu desenvolvimento, abordando as questões essenciais da sua estrutura e dos requisitos de informação que impõe e, uma segunda parte, mais prática, onde iremos percorrer alguns dos procedimentos incluídos na norma com o objectivo de ajudar as instituições que a queiram implementar e dar conta da simplicidade que a norma representa para a documentação das colecções. Nesta segunda parte pretendemos também demonstrar, através de alguns exemplos, as razões pelas quais os museus devem considerar a adopção de normas como a SPECTRUM no dia-a-dia da gestão das colecções que guardam.

Toda a informação sobre as inscrições está disponível no site do ARTIS Being Digital, mas deixo abaixo o cartaz de divulgação (versão em PDF aqui) para que possam partilhar junto dos vossos contactos, se assim o entenderem.

Cartaz

Cartaz do Evento

Aproveito, por fim, para dar os meus parabéns ao ARTIS – Instituto de História da Arte da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa (FLUL), pela iniciativa de criar um espaço de debate e aprendizagem sobre História da Arte e ferramentas digitais com base nos projectos que o instituto gere e com os quais já tive, felizmente, a oportunidade de colaborar. É uma excelente iniciativa que todos os envolvidos na área devem, na minha opinião, louvar. Eu faço-o, agradecendo à Rosário Salema de Carvalho e ao Prof. Vitor Serrão por terem aceite este meu desafio e concretizado esta iniciativa com um enorme entusiasmo!

Vejo-vos em Lisboa a 14 de Maio?

PS: não percam a primeira sessão que é da responsabilidade da Maria José Almeida! É já no dia 16 deste mês!