Os Tesouros dos Museus

 

As imagens que ilustram este post provêm de um artigo no The Telegraph sobre um livro de Molly Oldfield intitulado “The Secret Museum” no qual são revelados alguns dos tesouros dos museus que estão “escondidos” por questões de salvaguarda, segurança e preservação. Embora esta seja uma situação comum nos museus – a falta de dinheiro para assegurar os processos de restauros que permitiriam mostrar estas peças ou mesmo a impossibilidade de os restaurar por questões técnicas, assim o determinam – são vários os museus que procuram/encontram outras alternativas de os mostrar ao público. As colecções on-line são uma delas, livros como o que origina o artigo outros, catálogos da colecção ainda outra possibilidade à qual poderíamos ainda juntar uma boa quantidade de iniciativas neste sentido. O acesso, ainda que condicionado, a estes objectos únicos é tido como essencial para uma boa parte dos museus.

Com isto em mente lembrei-me de propor uma nova iniciativa aqui no Mouseion: a Reserva. Uma categoria de posts convidados para os museus que possam ter interesse em divulgar e dar destaque, através desta vossa casa, a um objecto da sua colecção que não possa ser mostrado ao público fisicamente, mas que possa e deva ser divulgado on-line com imagens e texto sobre a sua história. Algo semelhante ao Speaker’s Corner, portanto.

Conhecem algum museu que aceite o desafio? Importam-se de divulgar esta nova iniciativa ao maior número de museus possível? Agradeço desde já o vosso interesse e acima de tudo a participação. Podem ser objectos de museus portugueses, brasileiros, moçambicanos, angolanos, timorenses, da Guiné, de Macau, etc. ou de outros países  interessados (há excelentes objectos ligados a Portugal e à sua história em muitos museus por esse mundo fora), mas o texto sobre o objecto e a sua história deve ser escrito em português.

Para os museus interessados em participar basta que me enviem essa intenção, juntamente com o texto e imagens do objecto (cuidando eu dos devidos créditos na publicação, como é óbvio) para o e-mail alexandre@mouseion.pt.

Editado: acrescentou-se a indicação sobre a participação de museus de outros países para além de Portugal que possam estar interessados nesta iniciativa.