O que há num nome?

O que é aquilo? Como é que eu identifico aquele objecto? O que lhe devo chamar? Como devemos chamar aos objectos que temos nas nossas colecções? Para que é que isto interessa? A quem é que isto interessa? Há muito tempo atrás, ainda trabalhava no Museu de Aveiro, ouvi pela primeira vez a palavra “cibório”. Se não me atraiçoa a memória, foi nas reservas do Museu, à procura de um outro objecto qualquer para uma exposição, e foi um comentário de um colega, muito conhecedor da colecção, sobre a beleza de um cibório, que vendo a minha cara de ignorância logo completou… “a píxide… aí à tua frente!”. Na altura...

Workshop SPECTRUM e ...

No seguimento do trabalho que tem vindo a ser desenvolvido no SPECTRUM PT estamos a preparar um conjunto de workshops e apresentações da norma SPECTRUM, em parceria com um conjunto de instituições, para faciliar a divulgação e utilização da norma no contexto português e brasileiro. Esta...

CIDOC 2017 – a...

Não falei antes do CIDOC 2017, em Tbilisi, decorrido em Setembro do ano passado, mas hoje tenho um excelente motivo para voltar à nossa conferência anual e dar-vos a conhecer um pouco da experiência deste ano na Geórgia. O motivo, aliás, o excelente motivo é a partilha das apresentações...

9º Encontro de Utili...

A Sistemas do Futuro organiza, de dois em dois anos, o seu Encontro de Utilizadores que tem como principal objectivo dar a conhecer os projectos que desenvolve com e para os seus clientes e parceiros e possibilitar a troca de experiências e conhecimentos com a comunidade museológica e...

SPECTRUM e CIDOC CRM

Na discussão sobre documentação de museus e na construção dos sistemas de informação que a suportam é comum surgir, a determinado momento e principalmente nos colegas menos experimentados nesta área, a questão da enorme profusão de normas existentes (sempre comparando com bibliotecas e...

Treinamento CIDOC, SPECTRUM PT e Seminário em BH

O título deste post resume duas semanas intensivas do outro lado do Atlântico onde conheci melhor a realidade dos museus brasileiros, através dos que os vivem intensamente: os seus profissionais. Começo por agradecer a todas as instituições responsáveis pelo Treinamento CIDOC, às instituições responsáveis pelo projecto SPECTRUM PT (Português) no Brasil e à organização do Seminário realizado em Belo Horizonte pela oportunidade de ter participado nestas três iniciativas. Em todas elas aprendi muito e a partilha das experiências de todos foi, na minha opinião, o maior factor de sucesso para as três. Não posso deixar de agradecer, e perdoem-me...