Tags

Related Posts

Share This

Recuo tecnológico

Hoje é dia de lançamento da revista Museologia.pt n.º 3 para a qual eu fui amalvelmente convidado pela Dr.ª Clara Camacho a escrever um artigo para integrar o dossier “Museus e Inovação Tecnológica”, tema central do presente número desta importante revista no panorama museológico português.

Eu estive na estrada a caminho de Lisboa para marcar presença na cerimónia, agradecer pessoalmente a quem me convidou para escrever o artigo, encontrar amigos, felicitar o Prof. João Brigola pena nomeação como director do Instituto dos Museus e Conservação e aproveitar a ida a Lisboa para tratar de alguns assuntos profissionais que agora não interessam para o caso. Estive na estrada mas a tecnologia pregou-me uma partida. O carro, essa velha máquina de que tanto dependo para me deslocar, teve uma avaria, melhor um furo. Não seria nada demais, caso tivesse um pneu normal para mudar. Mas apenas tinha um pneu que me permitia andar apenas a 80 Km/h e que estava também com menos pressão do que devia. Ainda fiz uma tentativa de encontrar uma casa de pneus por perto de onde me encontrava, mas nada. Única solução retornar à base (Porto) e roer-me de inveja de quem vai poder estar presente. E assim um recuo tecnológico (porque é que os pneus dos carros ainda furam, não é?) tirou-me o prazer de poder marcar presença.

Não posso, no entanto, deixar de aproveitar este post para enviar um pedido de desculpas a todas as pessoas envolvidas na equipa da Museologia.pt, principalmente à Dr.ª Clara Camacho e à Dr.ª Cláudia Figueiredo, pela minha ausência e de felicitar o IMC pela publicação de mais um número da Museologia.pt e, também, pela excelente publicação sobre Património Imaterial que será apresentada na mesma cerimónia.

Aproveito também para enviar as mais sinceras felicitações ao Prof. João Brigola pela nomeação como director do IMC e desejar-lhe os maiores sucessos na missão que agora abraça.