Tags

Related Posts

Share This

Museus: Pontes entre Culturas

Este é o tema, para este ano, das comemorações que são realizadas a 18 de Maio nos museus de todo o Mundo. Não podia ter sido melhor escolhido se olharmos ao contexto internacional.

Os museus são em todo o mundo o repositório da cultura humana, melhor das Culturas humanas, da sua evidência material (na maior parte dos casos), mas também do que de imaterial tem o património que vamos construíndo e legando de geração em geração. Que melhor sítio se poderia escolher para mostrar as diferenças e as estudar com um espírito aberto!? Em que outro sítio, tirando os Arquivos e Bibliotecas (e mesmo estes limitados ao aparecimento da escrita), poderiamos mostrar e explicar a “Aventura Humana” de forma tão realísta!? O simples contacto com um objecto produzido à milhares de anos não é motivo de admiração por todos nós!? Não é perceptível que a determinado ponto da História eramos mesmo todos iguais!? Que o continuamos a ser não poderá ser mostrado pela simples mostra de pontos de contactos de civilizações!?

Hoje o peso da cultura das diferentes sociedades parece que nos quer repartir em diversos caminhos. Traçando no mapa do desenvolvimento humano diferentes formas de se chegar a um mesmo local. Assim todas as sociedades procuram sobreviver e encontrar a melhor forma de o fazer, mesmo considerando algumas estarem mais à frente nesse caminho que outras. Mas será mesmo assim!? Estaremos mesmo mais à frente do que outros!? Não andamos todos na mesma estrada, mas com carros distintos!?

Pontes entre Culturas é o tema ideal para os museus na actualidade mostrarem a importância do seu papel nas sociedades, a Educação. Não apenas para o conhecimento científico, mas principalmente para a cidadania. A razão de diferendos entre culturas seria certamente menor, se entre elas existisse conhecimento mútuo.